Arquivos do Blog

PARE DE FUMAR SEM ENGORDAR

11168031_989071784438743_601074556935651521_nE as dicas são pra quem está querendo largar esse vício, mas não cair nas tentações de doces e outros alimentos em substituição.
Parar de fumar não pode ser um sinônimo de ganhar peso. Deve ser encarado como uma etapa de mudança e de qualidade de vida.

Aproveite o momento para motivar-se a buscar opções mais saudáveis, em todos os aspectos.

Se você estiver passando por essa situação, veja as sugestões abaixo para substituição do cigarro por coisas lights:

Não tome o cafezinho depois do almoço. Você terá vontade de voltar ao hábito de fumar. É melhor beber um copo de água.

Bateu aquela vontade de fumar em casa? Deixe à mão tirinhas de cenoura ou baby carrots. São petiscos benéficos e pouco calóricos.

Consuma aveia. Ela tem alta concentração de selênio, o que gera um antioxidante que elimina os radicais livres provocados pelo fumo.

Em momentos de desespero, masque um chiclete sem açúcar. No entanto, não transforme essa atividade em uma constante.

Esse processo é muito importante e requer ajuda de profissionais, incluindo nutricionista. Acredite que você pode mudar e dê o primeiro passo!
E as dicas são pra quem está querendo largar esse vício mas não cair nas tentações de doces e outros alimentos em substituição.
Parar de fumar não pode ser um sinônimo de ganhar peso. Deve ser encarado como uma etapa de mudança e de qualidade de vida.

Aproveite o momento para motivar-se a buscar opções mais saudáveis, em todos os aspectos.

Se você estiver passando por essa situação, veja as sugestões abaixo para substituição do cigarro por coisas lights:

Não tome o cafezinho depois do almoço. Você terá vontade de voltar ao hábito de fumar. É melhor beber um copo de água.

Bateu aquela vontade de fumar em casa? Deixe à mão tirinhas de cenoura ou baby carrots. São petiscos benéficos e pouco calóricos.

Consuma aveia. Ela tem alta concentração de selênio, o que gera um antioxidante que elimina os radicais livres provocados pelo fumo.

Em momentos de desespero, masque um chiclete sem açúcar. No entanto, não transforme essa atividade em uma constante.

Esse processo é muito importante e requer ajuda de profissionais, incluindo nutricionista. Acredite que você pode mudar e dê o primeiro passo!

Anúncios

11 ALIMENTOS QUE SABOTAM SUA SALADA

11165248_989072541105334_6030418946599007255_n
Parece que não, mas aquele molho pronto ou os pedaços de croutons espalhados sobre o alface podem arruinar sua dieta

Não adianta trocar o prato de macarronada por uma salada se ela estiver recheada de gostosuras engordativas. Alguns ingredientes, como os molhos gordurosos, croutons e outros, adicionam muitas calorias em um prato que tinha tudo para ajudar na dieta.

Outros ingredientes, mesmo com baixa caloria, não trazem benefícios. O peito de peru é um exemplo, assim como todos os frios e embutidos. É rico em sódio, provoca retenção de líquidos e alterações na pressão, além de ter conservantes cancerígenos (nitritos e nitratos).

Por isso, se a ideia é perder peso, fuja dos alimentos abaixo:

:: Croutons: contêm bastante gordura, por normalmente serem assados com óleo.

:: Tomate seco: são 800 calorias a cada 100 gramas.

:: Batata palha: Seu corte faz com que ela absorva muita gordura, durante a fritura .

:: Mussarela de búfala: saborosa, mas deixa a salada calórica demais. Quatro unidades pequenas somam 121 calorias.

:: E o parmesão, que é rico também em sódio.

:: Assim como o queijo gorgonzola, que é rico também em sódio.

:: Maionese: uma colher de sopa contém 126 mg de sódio.

:: Requeijão torna a salada mais calórica.

:: O azeite de oliva é saudável, mas não precisa usar mais de uma colher.

:: Com as castanhas é a mesma lógica: use, mas sem exagero.

CALDO KNORR, MAGGI, SAZON – UM VENENO EM PEDACINHO DE SABOR

10342412_1001393343206587_1165895032694905732_n“Glutamato Monossódico, também conhecido por Ajinomoto, Kitano, Arisco, Caldo Maggi, Caldo Knorr ou Sazón, Veneno em pedacinhos de sabor”

O que é Glutamato Mossódico

O glutamato monossódico, também conhecido por Ajinomoto, Kitano, Arisco, Caldo Maggi, Caldo Knorr ou Sazón, é um aditivo que realça o sabor dos alimentos e por isso é utilizado em quantidades incríveis na fabricação de uma diversidade de comidas processadas e industrializadas.

Este aditivo, no entanto, está longe de ser uma substância inofensiva para a saúde. Quando se fala em glutamato monossódico, fala-se de uma substância que causa reações adversas como as alergias cutâneas, náuseas, vômitos, enxaquecas, asma, taquicardia, irregularidades cardíacas, tonturas e depressão.

A utilização diária dos temperos artificiais, conhecidos popularmente como caldos Knorr, Kitano, Arisco, Maggi, Sázon, Ajinomoto, ou ainda os caldos de sopa e outros aditivos que servem para dar gosto e cor aos alimentos podem acarretar sérios danos à saúde.

O glutamato monossódico pode levar à liberação de acetilcolina, uma substância química estimulante da função muscular, além de inibidora da absorção de glicose por parte de células cerebrais. Como resultado, está relacionado à obesidade e à doença de Alzheimer, além de ser altamente tóxico para os neurônios.

O uso crescente dos temperos artificiais na culinária, é um dos motivos para o aumento de “doenças silenciosas”. Os chamados caldos de galinha, ou de carne, são um perigo silencioso à saúde pública.

A substância é um neurobloqueador do hipotálamo, controlador do apetite, o que incrementa a quantidade de comida ingerida causando, como consequência, a obesidade, tão comum nos dias atuais, não somente em adultos, mas também, e principalmente, em crianças, as principais vítimas dos alimentos processados e industrializados.

Dica Saudável para fugir do Glutamato Mossódico

Aprenda a utilizar condimentos, especiarias, ervas e comece desde já a deixar de lado este veneno industrial carregado de químicos que faz muito mal à sua saúde. Devido ao excesso de sódio, os temperos industrializados não devem fazer parte da rotina alimentar. O ideal são temperos frescos, como alho e cebola.

SÍNDROME FÚNGICA: VOCÊ PODE SER VÍTIMA DESSE MAL E NÃO SABER

11752493_1019209131425008_6753545943301622972_n

Vários problemas estão associados a síndrome fúngica, entre eles estão: Hiperatividade e Distúrbio de concentração, Depressão bipolar, Depressão, Ansiedade, Fibromialgia, Fadiga crônica, Enxaqueca, Tireoidite de Hashimoto, Psoriase, Artrite reumatóide, Distúrbio gastrointestinal, Micoses, Infecções Urinárias, Compulsividade, Alergias, Imunodepressão, Assadura, Sapinho, Aftas, Irritabilidade, Letargia, Cistite Intersticial, necessidade de comer doce, Acnes, Dermatite seborréica, Candidiase vaginal de repetição, Rosácea, Edema, Sangue nas fezes, Queda de cabelo, Colite, Bronquite, Boca ou garganta seca, Urgência urinária, Hipoglicemia, Nervosismo e os sintomas não param por aí, vão muito além destes já citados.

Uma síndrome oculta e silenciosa! É assim que os estudiosos se referem ao conjunto de sintomas crônicos persistentes, muitas vezes fatais, que a multiplicação exacerbada desses microorganismos, associados ao tipo e quantidade de compostos tóxicos que produzem, pode causar a todos os sistemas do nosso organismo. Microorganismos mais antigos que a raça humana, desenvolveram recursos de sobrevivência tão complexos que ainda não nos permitem conhecer todas as suas ações quando em estágio de virulência, sendo muitas vezes tão complexo identificar os sintomas e associá-los ao problema.

Diferentes das bactérias, os fungos são do mesmo ramo biológico dos humanos, portanto, possuem as características celulares semelhantes as nossas células o que torna o tratamento por drogas sempre agressivo e pouco eficiente.

Mais importante que matar os fungos, naturais da nossa microbiota, é manter o controle e equilíbrio da mesma. Nosso comportamento alimentar e as condições ambientais atuais são ameaças reais ao nosso organismo. O surgimento desta epidemia, assim como diversas outras, reflete a nosso desequilíbrio nutricional com uma consequente diminuição da capacidade imunológica, fruto da sobrecarga de consumo de produtos alimentícios com substâncias que devem ser repelidas e, a carência de uma alimentação nutritiva que forneça todos os nutrientes necessários para um bom funcionamento físico, mental e emocional.

Conhecer os fatores que predispõe a esta síndrome e, entender a sua relação com
os sintomas apresentados e o nosso comportamento alimentar vão nos permitir atuar nas verdadeiras causas do seu desenvolvimento, através de uma terapia mais eficiente e integrada.

Fatores alimentares, ambientais e comportamentais que predispõem ao desenvolvimento fúngico: Alimentação pobre em nutrientes; Alto consumo de açúcar e carboidratos refinados; Consumo regular de bolores e leveduras; Baixo consumo de legumes, frutas e verduras, Jejum prolongado e dietas restritivas; Estresse emocional e mental; Exposição a produtos químicos; Intervenções cirúrgicas e procedimentos invasivos; Diagnóstico tardio; Amálgamas e prótese dentária; Higiene íntima inadequada, Roupas sintéticas pouco ventiladas; Antiácidos, antibióticos, corticoesteróides, anticoncepcionais hormonais e laxantes, entre outros.

Se você apresenta estes sintomas, procure um profissional para lhe ajudar a identificar este problema e começar precocemente o seu tratamento! Maiores dúvidas e esclarecimentos, entre em contato. Eu posso lhe ajudar a tratar esta causa!

Fonte: Carreiro, Denise M.; Vasconcelos, Luana; Ayoub, Maria E.. Síndrome Fúngica – Uma epidemia oculta. 3ª Ed., São Paulo, 2009.

Shake da Beleza

Modo de Fazer: Bata tudo com algumas pedras de gelo.
Esse shake tem 320kcal por 400ml. Além disso, é delicioso. Se fizer e experimentar, conte nos comentários.

8539_588003244545601_1063968745_n

Suco Antiestresse

527726_588742674471658_393326807_n

Suco Barriga Chapada

602116_588745597804699_1288036215_n

Você vai precisar de:
1 colher de sopa de colágeno hidrolisado
1 copo de água de coco
1 xícara de frutas vermelhas (como amora e framboesa)
1 colher de sopa de farinha de linhaça
Bata todos os ingredientes no liquidificador e acrescente cubos de gelo. Adoce com mel, se quiser. Tome pela manhã em jejum.

Benefícios
Além de ser gostoso, o suco detox aumenta a saciedade ao longo do dia (você não vai sentir tanta fome), tem ação diurética, aumenta a circulação sanguínea e facilita a drenagem e a eliminação dos líquidos retidos, principalmente na região da barriga. Demais, hein?

Alimentação Saudável x Trabalho de Caminhoneiro

O trabalho dos caminhoneiros é um dos mais exigentes no que se diz respeito à necessidade de boas condições físicas e mentais, simultaneamente . Para isso, é importante manter uma boa alimentação.

Comer bem é sinônimo de saúde. Mas comer bem não significa comer muito, como acreditavam nossas avós. Uma alimentação saudável e equilibrada previne doenças e melhora a qualidade de vida. Com pequenos cuidados na sua rotina diária, é possível viver muito melhor.

O estilo de vida convencional dos caminhoneiros estimula o aparecimento de diversos problemas de saúde. Entre eles há uma grande proporção de pessoas com vida sedentária, alimentação inadequada, sobrepeso e hipertensão, agravada no caso dos fumantes. Com todos estes fatores, quem mais sofre é o coração, advindo as coronariopatias.

Os riscos de acidentes com motoristas de caminhão são 3,5 vezes maiores entre os que têm doenças degenerativas.

Horas ao volante para cumprir o prazo da entrega e viagens longas, essa é a rotina da maioria dos carreteiros que por causa da “falta de tempo” se alimentam de forma inadequada e ficam vulneráveis a ter problemas de saúde, como obesidade, hipertensão arterial e até mesmo infarto.

Fazer refeições fora de horários fixos agrava os problemas de obesidade e os distúrbios cardíacos. Esta vida desregrada que os caminhoneiros levam, acaba levando-os à obesidade, que traz como conseqüências problemas cardíacos e ortopédicos (lombalgias, dores nos joelhos, etc.). Muitos caminhoneiros trocam uma boa refeição por sanduíche com refrigerante.

Todo motorista sabe que para manter o bom desempenho de seu caminhão é necessário utilizar um combustível de boa qualidade. A mesma prática deveria ser aplicada quando fosse escolher os tipos de alimentos para ingerir durante as refeições. Afinal, da mesma forma que um caminhão sem um bom combustível tem as suas funções reduzidas, um corpo que não ingere alimentos saudáveis não funciona bem e fica mais vulnerável ao desenvolvimento de doenças como pressão alta, infarto, obesidade e colesterol alto.

Caminhoneiro bom não mistura álcool e direção

•         Amigo caminhoneiro, a combinação álcool e direção é o maior crime no trânsito do Brasil, quem bebe e dirige nunca estará seguro na direção;

•         O motorista que bebe e dirige não consegue se sair bem em qualquer situação inesperada no trânsito, fica sem reflexos e consegue acompanhar apenas uma coisa de cada vez;

•         Além dos riscos a vida, beber e dirigir é crime, o motorista que dirige embriagado pagará multa, será preso e terá sua carteira suspensa por um ano;

•         E lembre-se café forte, banho frio e “tomar ar” não protegem a vida de um motorista alcoolizado. Pelo seu bem não dirija embriagado.

10 Passos para a Alimentação Saudável dos Caminhoneiros

1.Coma sempre verduras e legumes de cores variadas: amarelo, laranja, vermelho, verde escuro, verde claro, roxo, etc. Quanto mais colorido o prato, mas rica e equilibrada é a alimentação.

2. Mastigue bem. Quanto mais mastigamos, mais absorvemos os nutrientes dos alimentos.

3. Prefira alimentos grelhados, cozidos e refogados. Frituras engordam e dificultam a digestão.

4. Tome pelo menos oito copos de água por dia, mas procure não beber nada durante as refeições. Cuidado com a contaminação, só beba água mineral ou fervida e mantenha o reservatório de água do caminhão sempre limpo.

5. Tenha sempre frutas no caminhão e coma pelo menos três por dia, entre as refeições. Aproveite para conhecer a incrível variedade de frutas que o Brasil oferece.

6. A alimentação deve ser dividida em três refeições principais e três lanches intermediários. Assim, quando for comer, você não corre o risco de exagerar.

7. Não durma logo após as refeições, nem ingira alimentos muito pesados à noite, pois neste período a digestão é mais lenta.

8. Prefira carnes magras, peixes e aves sem pele.

9. Coma bastante salada crua antes dos pratos quentes. Elas contém fibras, que são muito importantes para a saúde. Mas cuide com a higiene. Antes de comer a salada deixe-a mergulhada em uma vasilha com água e hipoclorito de sódio.

10. Diminua o consumo de sal, açúcar, doces e refrigerantes.

Anorexia e bulimia: caia fora dessa roubada!

Se a preocupação com o corpo e com a comida não sai da sua cabeça, é hora de parar e pensar: será que isso é saudável?
Você deve conhecer alguém assim. Aquele amigo (a) que só fala em comida, que sabe todas as novidades da dieta, que fica mandando todo mundo comer enquanto ele (a) belisca um tequinho e diz que está estourando. 

Ou que, quando come, fica se lastimando, reclamando, jurando que amanhã vai ficar só na água ou vai se matar na academia. Ai, fala sério: ninguém merece!

Além de ficarem muito chatos, meninas e meninos assim correm um grande risco: o de desenvolver doenças relacionadas à alimentação, chamadas de transtornos alimentares.

Os mais conhecidos são a bulimia e a anorexia. Apesar de serem bem diferentes, essas doenças têm como origem comum a preocupação excessiva com o corpo. É aquele medo enorme de engordar que transforma a relação com a comida na coisa mais importante do mundo.
Os anoréxicos simplesmente param de comer e continuam se achando gordas mesmo depois de estarem esqueléticos. 

Já os bulímicos, colocam o dedo na garganta para provocar o vômito, passam horas a fio suando na academia, tomando laxante ou ficando o dia inteiro em jejum para não engordar.
O que é normal? 

Isto é normal: Olhar-se no espelho e achar que está com uma barriguinha meio saliente. Prometer-se que amanhã vai começar a fazer ginástica, sem deixar de lado o sorvete com a amiga.
Isto não é normal: Olhar-se no espelho e achar que está com uma barriguinha horrorosamente grande. Ligar para a amiga, desmarcar o sorvete e correr para a academia.

Isto é normal: Exagerar no lanche com as amigas e comentar: “Putz, comi demais!”
Isto não é normal: Exagerar no lanche com as amigas, pensar “comi demais” e correr para o banheiro vomitar tudo.
Isto é normal: Controlar-se para não exagerar nos doces durante a semana. Assim você pode se esbaldar no almoço na casa da sua avó no domingo.
Isto não é normal: Esbaldar-se no almoço da sua avó no domingo e, por isso, passar o resto da semana a água e alface, falando a cada minuto “eu sou um (a) gordo (a), eu sou um (a) gordo (a)”.
Isto é normal: Saber quais alimentos fazem bem à sua saúde e quais engordam. Tentar, dentro do possível, maneirar nos doces e frituras.
Isto não é normal: Conhecer as calorias de todos os alimentos e recusar veementemente qualquer coisa que possa engordar.
Isto é normal: Querer ter um corpo bonito.
Isto não é normal: Achar que é impossível ser feliz se não for magérrimo (a).
Isto é normal: Escolher aquela mousse de chocolate deliciosa de sobremesa. À tarde você se controla mais.
Isto não é normal: Ver aquela mousse de chocolate que você adora e preferir a taça de gelatina diet.

Cuide-se Hoje Pensando no Amanhã: Recomendações Alimentares para Menopausa

A mulher quando chega aos 40 anos deve estar mais atenta à sua alimentação, por 3 motivos principais: osteoporose, envelhecimento precoce e menopausa.

Com relação à osteoporose, é muito importante que a mulher coma muitos alimentos fonte de cálcio, tais como: leite e iogurte desnatado, peixes enlatados (com as espinhas), alimentos ricos em vitamina D (por exemplo os laticínios), verduras de cor escura (exceção feita ao espinafre por conter ácido oxálico que inibe a absorção do cálcio). Deve-se evitar o consumo de álcool e cafeína por estimularem a produção de urina e acelerar a perda de cálcio.

Como a soja atua na redução dos sintomas da Tensão Pré-Menstrual (TPM) e na regulação dos hormônios na menopausa ?

A tensão pré-menstrual e o climatério são causados por alterações hormonais, principalmente no nível de estrógeno no sangue. As mulheres em fase de pré-menopausa e menopausa podem se beneficiar de uma dieta com ingestão diária de soja, que é rica em isoflavonas. As isoflavonas são fitoestrógenos com estrutura química bastante semelhante à do estrógeno.

 

Posso substituir os hormônios químicos usados na terapia de reposição hormonal pela soja?

A substituição dos hormônios químicos deve ser discutida previamente com seu médico. Estudos internacionais indicam que a isoflavona é capaz de substituir os hormônios sintéticos empregados na terapia de reposição hormonal (TRH), cuja indicação vem sendo questionada por cientistas da área médica devido ao aumento, principalmente, da incidência de câncer de mama.