Arquivos do Blog

Alimentação Saudável x Trabalho de Caminhoneiro

O trabalho dos caminhoneiros é um dos mais exigentes no que se diz respeito à necessidade de boas condições físicas e mentais, simultaneamente . Para isso, é importante manter uma boa alimentação.

Comer bem é sinônimo de saúde. Mas comer bem não significa comer muito, como acreditavam nossas avós. Uma alimentação saudável e equilibrada previne doenças e melhora a qualidade de vida. Com pequenos cuidados na sua rotina diária, é possível viver muito melhor.

O estilo de vida convencional dos caminhoneiros estimula o aparecimento de diversos problemas de saúde. Entre eles há uma grande proporção de pessoas com vida sedentária, alimentação inadequada, sobrepeso e hipertensão, agravada no caso dos fumantes. Com todos estes fatores, quem mais sofre é o coração, advindo as coronariopatias.

Os riscos de acidentes com motoristas de caminhão são 3,5 vezes maiores entre os que têm doenças degenerativas.

Horas ao volante para cumprir o prazo da entrega e viagens longas, essa é a rotina da maioria dos carreteiros que por causa da “falta de tempo” se alimentam de forma inadequada e ficam vulneráveis a ter problemas de saúde, como obesidade, hipertensão arterial e até mesmo infarto.

Fazer refeições fora de horários fixos agrava os problemas de obesidade e os distúrbios cardíacos. Esta vida desregrada que os caminhoneiros levam, acaba levando-os à obesidade, que traz como conseqüências problemas cardíacos e ortopédicos (lombalgias, dores nos joelhos, etc.). Muitos caminhoneiros trocam uma boa refeição por sanduíche com refrigerante.

Todo motorista sabe que para manter o bom desempenho de seu caminhão é necessário utilizar um combustível de boa qualidade. A mesma prática deveria ser aplicada quando fosse escolher os tipos de alimentos para ingerir durante as refeições. Afinal, da mesma forma que um caminhão sem um bom combustível tem as suas funções reduzidas, um corpo que não ingere alimentos saudáveis não funciona bem e fica mais vulnerável ao desenvolvimento de doenças como pressão alta, infarto, obesidade e colesterol alto.

Caminhoneiro bom não mistura álcool e direção

•         Amigo caminhoneiro, a combinação álcool e direção é o maior crime no trânsito do Brasil, quem bebe e dirige nunca estará seguro na direção;

•         O motorista que bebe e dirige não consegue se sair bem em qualquer situação inesperada no trânsito, fica sem reflexos e consegue acompanhar apenas uma coisa de cada vez;

•         Além dos riscos a vida, beber e dirigir é crime, o motorista que dirige embriagado pagará multa, será preso e terá sua carteira suspensa por um ano;

•         E lembre-se café forte, banho frio e “tomar ar” não protegem a vida de um motorista alcoolizado. Pelo seu bem não dirija embriagado.

10 Passos para a Alimentação Saudável dos Caminhoneiros

1.Coma sempre verduras e legumes de cores variadas: amarelo, laranja, vermelho, verde escuro, verde claro, roxo, etc. Quanto mais colorido o prato, mas rica e equilibrada é a alimentação.

2. Mastigue bem. Quanto mais mastigamos, mais absorvemos os nutrientes dos alimentos.

3. Prefira alimentos grelhados, cozidos e refogados. Frituras engordam e dificultam a digestão.

4. Tome pelo menos oito copos de água por dia, mas procure não beber nada durante as refeições. Cuidado com a contaminação, só beba água mineral ou fervida e mantenha o reservatório de água do caminhão sempre limpo.

5. Tenha sempre frutas no caminhão e coma pelo menos três por dia, entre as refeições. Aproveite para conhecer a incrível variedade de frutas que o Brasil oferece.

6. A alimentação deve ser dividida em três refeições principais e três lanches intermediários. Assim, quando for comer, você não corre o risco de exagerar.

7. Não durma logo após as refeições, nem ingira alimentos muito pesados à noite, pois neste período a digestão é mais lenta.

8. Prefira carnes magras, peixes e aves sem pele.

9. Coma bastante salada crua antes dos pratos quentes. Elas contém fibras, que são muito importantes para a saúde. Mas cuide com a higiene. Antes de comer a salada deixe-a mergulhada em uma vasilha com água e hipoclorito de sódio.

10. Diminua o consumo de sal, açúcar, doces e refrigerantes.

Anorexia e bulimia: caia fora dessa roubada!

Se a preocupação com o corpo e com a comida não sai da sua cabeça, é hora de parar e pensar: será que isso é saudável?
Você deve conhecer alguém assim. Aquele amigo (a) que só fala em comida, que sabe todas as novidades da dieta, que fica mandando todo mundo comer enquanto ele (a) belisca um tequinho e diz que está estourando. 

Ou que, quando come, fica se lastimando, reclamando, jurando que amanhã vai ficar só na água ou vai se matar na academia. Ai, fala sério: ninguém merece!

Além de ficarem muito chatos, meninas e meninos assim correm um grande risco: o de desenvolver doenças relacionadas à alimentação, chamadas de transtornos alimentares.

Os mais conhecidos são a bulimia e a anorexia. Apesar de serem bem diferentes, essas doenças têm como origem comum a preocupação excessiva com o corpo. É aquele medo enorme de engordar que transforma a relação com a comida na coisa mais importante do mundo.
Os anoréxicos simplesmente param de comer e continuam se achando gordas mesmo depois de estarem esqueléticos. 

Já os bulímicos, colocam o dedo na garganta para provocar o vômito, passam horas a fio suando na academia, tomando laxante ou ficando o dia inteiro em jejum para não engordar.
O que é normal? 

Isto é normal: Olhar-se no espelho e achar que está com uma barriguinha meio saliente. Prometer-se que amanhã vai começar a fazer ginástica, sem deixar de lado o sorvete com a amiga.
Isto não é normal: Olhar-se no espelho e achar que está com uma barriguinha horrorosamente grande. Ligar para a amiga, desmarcar o sorvete e correr para a academia.

Isto é normal: Exagerar no lanche com as amigas e comentar: “Putz, comi demais!”
Isto não é normal: Exagerar no lanche com as amigas, pensar “comi demais” e correr para o banheiro vomitar tudo.
Isto é normal: Controlar-se para não exagerar nos doces durante a semana. Assim você pode se esbaldar no almoço na casa da sua avó no domingo.
Isto não é normal: Esbaldar-se no almoço da sua avó no domingo e, por isso, passar o resto da semana a água e alface, falando a cada minuto “eu sou um (a) gordo (a), eu sou um (a) gordo (a)”.
Isto é normal: Saber quais alimentos fazem bem à sua saúde e quais engordam. Tentar, dentro do possível, maneirar nos doces e frituras.
Isto não é normal: Conhecer as calorias de todos os alimentos e recusar veementemente qualquer coisa que possa engordar.
Isto é normal: Querer ter um corpo bonito.
Isto não é normal: Achar que é impossível ser feliz se não for magérrimo (a).
Isto é normal: Escolher aquela mousse de chocolate deliciosa de sobremesa. À tarde você se controla mais.
Isto não é normal: Ver aquela mousse de chocolate que você adora e preferir a taça de gelatina diet.

Alimentação Saudável

O que é alimentação saudável?

É uma dieta composta de proteínas, carboidratos, gorduras, fibras, cálcio, e outros minerais, como também rica em vitaminas. Para isto necessitamos de uma dieta variada, que tenha todos os tipos de alimentos, sem abusos e tambem sem exclusões.

Variar os tipos de cereais de carnes, de verduras, legumes e frutas, alternando as cores dos alimentos.

As vitaminas e minerais é que dão as diversas colorações.

Quais os alimentos que contém proteínas?

*carne;

*peixe;

*leite;

*ovos;

*feijão e trigo.

Quais os tipos de alimentos que contém carboidrato?

*peito de frango;

*batata doce;

*brocolis e espinafre;

*pães;

*mandioca;

*cereais(arroz, aveia, milho, pipoca)

*mel.

Quais os tipos de alimentos que contém fibras?

*frutas;

*vegetais;

*pão integral;

*nozes;

*legumes;

*cereais integrais e farelos.

Quais os tipos de alimento que contém calcio?

*espinafre;

*agrião;

*brócolis;

*leite e seus derivados;

*iogurte;

*couve-manteiga.

Quais os tipos de alimentos que contém minerais?

*leite;

*peixe;

*ervilha seca;

*feijão;

*castanhas.

PIRÂMIDE ALIMENTAR

piramide_alimentar

Guia Alimentar para a Saúde do Coração

CORAÇÃO

Recomendações alimentares para a saúde do seu coração

A alimentação saudável é indispensável para a prevenção e tratamento de doenças, inclusive as do coração. Com as recomendações abaixo, você terá uma alimentação equilibrada e saudável.

Aprendendo sobre os diferentes tipos de gorduras:

Saturadas: são aquelas que promovem o aumento dos níveis de colesterol. São encontradas principalmente nas gorduras das carnes, leite integral e seus derivados, biscoitos recheados, croissants, tortas, sorvetes cremosos, coco, gordura de coco e azeite de dendê.

Polinsaturadas: são aquelas que não promovem o aumento do colesterol. São encontradas em alguns óleos vegetais (soja, milho, girassol) e margarinas cremosas, e estão presentes também na gordura de alguns peixes (cavala, arenque, truta, sardinha).

Monoinsaturadas: também não promovem o aumento do colesterol. São encontradas principalmente no azeite de oliva, óleo de canola, amendoim, avelã, nozes, castanha de caju e abacate.

Gordura Trans: outro tipo de gordura que aumenta o colesterol. Os alimentos ricos em gorduras trans são as margarinas, gorduras industriais utilizadas na preparação de sorvetes, chocolates, cremes, molhos prontos, maionese e algumas sobremesas cremosas e gordura hidrogenada utilizada para frituras.

Colesterol: o colesterol presente nos alimentos interfere nos níveis de colesterol no sangue. Encontrado apenas em alimentos de origem animal.

Triglicérides: é um tipo de gordura presente no sangue, que em níveis elevados pode estar associado ao consumo de alimentos gordurosos e ricos em carboidratos (açúcar, mel, bolos, doces em geral, chocolates, balas, refrigerantes, pães, massas, tortas, fubá e farinhas). A bebida alcoólica também deve ser evitada.

Dicas Importantes:

1. Inclua fibras na alimentação: cereais, verduras, legumes e leguminosas (feijão, soja, lentilha, grão de bico).

2. Alterne carnes vermelhas magras com peixes e aves durante a semana.

3. Evite frituras e alimentos gordurosos.

4. Controle o consumo de massas, pães e carboidratos em geral, evite consumir dois tipos destes na mesma refeição. Exemplo: arroz com macarrão, batata com arroz, pães nas refeições.

5. Não esqueça de tomar líquidos durante o dia.

6. Elabore sua refeição bem colorida e variada. Exemplo: Arroz, feijão, alface, cenoura ralada, frango com cebolinha, suco de goiaba e gelatina de abacaxi. Coloque no seu prato alimento de várias cores e sabores.

7. Utilize óleos vegetais em pequenas quantidades no preparo de alimentos.

Água: Alimento Essencial à Vida!

planeta

Por que a água é tão importante?

Homem:
– O sangue  que irriga e alimenta nosso corpo é constituído também por 70% de água.
-Deixando de beber água, uma pessoa tem apenas 3 dias de vida. Em 72 horas perde 13 litros de água do corpo e morre.
-Diariamente um adulto perde cerca de 1,5 litro de água, ou seja: por meio da urina – 1 litro; da transpiração – 200 ml; da respiração – 100 ml e da evacuação – 200 a 300 ml. Para suprir essa falta e manter o bom funcionamento orgânico, o mecanismo da sede é acionado.
Indústria

Na indústria, para se obter diversos produtos, as quantidades de água necessárias são muitas vezes superiores ao volume produzido.
As fábricas utilizam água em processo de limpeza e resfriamento de máquinas. E, mais diretamente, como matéria-prima, no caso das indústrias de alimentos e papel e, claro, de água mineral.
Agropecuária:
A água pode representar até 90% da composição física das plantas. A falta d’água em períodos de crescimento dos vegetais pode destruir lavouras e até ecossistemas devidamente implantados.
Atualmente, a maior parte da água doce do planeta (aproximadamente 70%) é utilizada para irrigar plantações em lugares onde a quantidade de chuva não é suficiente.
Geração de Energia:

No Brasil, a água é a principal fonte de geração de energia elétrica. Para isso, os rios são represados e a força da queda d´água movimenta as turbinas, gerando eletricidade.
Esporte, Lazer e Turismo:
São várias as atividades de lazer que a água proporciona, desde a prática de esportes náuticos como iatismo e remo, até exercícios relaxantes como a natação e banhos de rios e de cachoeira.
Consumo Doméstico:
A água é usada em inúmeras atividades cotidianas e na higiene pessoal. Ela serve para tomar banho, lavar louças e roupas, fazer comida e para matar a sede.

A água encontrada nos alimentos:


A fração de água de um alimento pode ser representada pela umidade.
O teor de umidade permite a classificação do alimento em perecíveis e não perecíveis. Só por esta classificação fica fácil de compreender que a água promove processos químicos e bioquímicos nos alimentos.
Sendo assim, todos os processos de conservação dos alimentos giram em torno de modificar a fração de água, pois mantém os nutrientes em sua melhor proporção impedindo alterações físico-químicas, não modificando o valor nutritivo do produto.

Pães, Bolos e Biscoitos :
A maioria dos pães contém aproximadamente 35% de água.
Os biscoitos do tipo cream craker contêm entre 3 a 7% de água; os amanteigados, entre 3 a 6%; e os bolos e as tortas, de 20 a 35%.
Frutas:
As partes comestíveis da maioria das frutas geralmente contêm em torno de 80% de água. O teor de frutas secas é bem mais baixo: os damascos, por exemplo, só chegam a 30% de água e as passas de 15 a 18%.

Laticínios:
Os queijos brancos contêm cerca de 60% de água. Queijos amarelos, de 35 a 40%. Queijos brancos com casca contêm 50%. Manteiga e margarina contêm 16% de água, enquanto que a margarina dietética de baixo teor de gordura contém em torno de 50%. O leite contém 90% de água. A nata contém de 48 a 80%.
Peixes e Crustáceos:
O conteúdo de água de vários peixes é semelhante, sendo que o bacalhau, o haddock, o linguado, o salmão e a truta contêm 75%. A maioria dos crustáceos contém uma quantidade semelhante de água, mas alguns, como, por exemplo, às ostras, chegam a 85% de água.

Geléias e Pastas:
O mel tem 18% de água, enquanto as geléias e doces de frutas normalmente contêm de 20 a 30%. A geléia dietética tem um teor de água maior, em torno de 75%. As compotas cremosas de frutas têm 29% de água.
Aves, Carnes e Ovos:
A maioria das carnes bem passadas contêm de 40 a 50% de água; mal passadas e ao ponto, de 50 a 70%; salsichões e similares contêm aproximadamente 50%; salsicha tipo cachorro-quente, 55% e ovos contêm 74% de água.

Vegetais:
Alguns legumes, como o aipo e o pepino, chegam a Ter 95% de água. O brócolis e o repolho contêm de 90 a 92% de água; as cenouras, 88% e os tomates, 93%. Mesmo assada, uma batata ainda contêm 75% de água.

Umidade (Teor de água):

A determinação de umidade é uma das medidas mais importantes e utilizadas na análise de alimentos. A umidade de um alimento está relacionada com sua estabilidade, qualidade e composição, e pode afetar as seguintes características do produto:
Estocagem:
Alimentos estocados com alta umidade irão deteriorar mais rapidamente que os possuem baixa umidade. Por exemplo, grãos com umidade excessiva estão sujeitos a rápida deterioração devido ao crescimento de fungos que desenvolvem toxinas como a aflatoxina (cancerígeno).

Embalagem:
Alguns tipos de deterioração podem ocorrer em determinadas embalagens se o alimento apresentar uma umidade excessiva. Por exemplo, a velocidade do escurecimento em vegetais e frutas desidratadas ou a absorção de oxigênio (oxidação) em ovo em pó podem aumentar com o aumento da umidade, em embalagens permeáveis à luz e ao oxigênio.
Processamento:
A quantidade de água é importante no processamento de vários produtos, como, por exemplo, a umidade do trigo na fabricação do pão e produtos de padaria. Outro exemplo são as compotas de frutas.

Doenças transmitidas pela água:

* Febre Tifóide
* Febres Paratifóides
* Disenteria bacilar
* Amebíase
* Cólera
* Diarréia
* Hepatite infecciosa
* Giardíase
*Ascaridíase
* Ancilostomose ou amarelão
* Enterobíase ou oxiurose
* Esquistossomose

O que está acontecendo com a nossa água?

Alguns dados:
Estudo recente da revista Science (julho de 2000) mostrou que aproximadamente 2 bilhões de habitantes enfrentam a falta de água no mundo.
A cada 8 segundos morre uma criança por doença relacionada à água, como desinteria e cólera.
80% das enfermidades no mundo são contraídas por causa da água poluída,  5 milhões de pessoas por ano morrem por essas doenças.
20% das espécies aquáticas de água fresca já estão extintas ou em vias de extinção.
Os inseticidas usados nas lavouras, que destroem o fictoplacton existente nos rios, o qual é responsável pela renovação de 70% do oxigênio da atmosfera
A ONU confirma a previsão de guerras no Oriente, próximas do ano de 2021, causadas por disputas por fontes de água potável.

Como se divide a água no planeta:

97,5% salgada;
2,493% em geleiras e subterrâneas de difícil acesso;
0,007% doce e de fácil acesso.
O estoque de água potável hoje disponível no planeta é de 12,5 mil km3.
O Brasil tem 12% da água doce corrente do mundo.
Entre 1970 e 1995 a quantidade de água disponível para cada habitante do mundo caiu 37%.
Hoje, cerca de 1,4 bilhão de pessoas não têm acesso a água limpa.
A cada 8 segundos morre uma criança por doença relacionada à água, como desinteria e cólera.
80% das enfermidades no mundo são contraídas por causa da água poluída.


A face do desperdício:

Estima-se que em São Paulo as perdas cheguem a 40% da água tratada.

Nos países desenvolvidos, a tubulação acumula perdas de 30%.

Um banho de ducha de alta pressão consome 135 litros de água em 15 minutos.
Uma mangueira aberta por 30 minutos libera cerca de 560 litros.

Uma torneira aberta por 5 minutos desperdiça 80 litros de água.

Poluição: O Homem é o Grande Vilão!

Veja só que coisa triste: o homem é o único ser vivo que destrói o ambiente em que vive. Nenhum outro habitante do planeta polui o ar, contamina a água, devasta florestas…
É aí que mora o problema. A ação do homem é perigosa pois é feita em grandes proporções. A fumaça das indústrias, das queimadas e dos carros das grandes cidades enchem o céu de gases tóxicos. Os esgotos não-tratados e o lixo produzido por indústrias e por milhões de pessoas contaminam a água e o solo.

Produtos que mais poluem a água:

Os detergentes, óleos de cozinha, óleos de automóveis, gasolina, produtos químicos usados em indústrias, tintas, metais pesados (chumbo, zinco, alumínio e mercúrio).
Os materiais orgânicos presentes no esgoto (excrementos etc.) nutrem as bactérias aeróbias decompositoras. Por serem aeróbias, consomem o oxigênio diluído na água, podendo matar por asfixia a fauna ali existente (principalmente os peixes). Juntamente com essas bactérias, podem existir ou não os agentes patogênicos: vermes , etc.), protozoários (giárdias e amebas, etc.), vírus (hepatite etc.) e bactérias (leptospirose, cólera, febre tifóide etc.).

Mas o que eu posso fazer para ajudar?

Por mais pequena que seja, a nossa atitude pode fazer toda a diferença. Veja as dicas bem simples a seguir
Energia Elétrica:
-Ao sair de um cômodo apague a luz.
-Não demore no banho.
-Não deixe eletrodomésticos ligados quando não estão em uso.
“Economizar energia, além de fazer bem ao bolso, também contribui para o adiamento da construção de novas hidrelétricas, que causam grandes impactos ambientais ou para diminuição da exploração de recursos naturais não renováveis como o petróleo”

Lixo:
Reciclagem: é vista pelos governos e defensores da causa ambiental como solução para o lixo inorgânico (plásticos, vidros, metais e papéis). Com a reciclagem é possível reduzir o consumo de matérias-primas, o volume de lixo e a poluição.
Compostagem: é uma maneira fácil e barata de tratar o lixo orgânico (detritos de cozinha, restos de poda e fragmentos de árvores).
“Enquanto a água pode nos faltar, o lixo sobra. É lixo demais e ele sempre aumenta. Aumenta tanto que nem sabemos onde colocá-lo. Essa dificuldade é maior quando associada aos custos para se criar aterros sanitários. A situação torna-se  pior quando constatamos  que na maioria das cidades brasileiras o lixo é despejado em terrenos baldios ou nos “famosos” e inadequados lixões.”

Vazamentos:
Os vazamentos podem ser evidentes como uma torneira pingando ou escondidos,  no caso de canos furados ou de vaso sanitário. Para esse último, verifique o vazamento jogando cinzas no fundo da privada e observe por alguns minutos. Se houver movimentação da cinza ou se ela sumir, há vazamento.
Outra forma de detectá-los é através do hidrômetro. Feche todas as torneiras e confira se a caixa de água está cheia. Então vá ao hidrômetro e veja se o círculo existente no meio do medidor (meia-lua, gravatinha, circunferência dentada)  continua girando.

No banho:
Se molhe, feche o chuveiro, se ensaboe e depois abra para enxaguar. Não fique com o chuveiro aberto. O consumo cairá de 180 para 48 litros.
Ao escovar os dentes:
Escove os dentes e enxágüe a boca com a água do copo. Assim você economiza 3 litros de água.
Na torneira:
Mantenha as torneiras fechadas.

Na caixa d’água:
Não a deixe transbordar e mantenha-a tampada.
Na lavagem de louças:
Ensaboe a louça com a torneira fechada e depois enxágüe tudo de uma vez. Na máquina de lavar louças são gastos 40 litros. Utilize-a somente quando estiver cheio.
Na limpeza de quintal e calçada: USE VASSOURA – Se precisar utilize a água que sai do enxágüe da máquina de lavar.

Regar jardins e plantas:
No inverno, a rega pode ser feita dia sim, dia não, pela manhã ou à noite. Use mangueira com esguicho-revólver ou regador.
Lavar carro:
Com uma mangueira gasta 600 litros de água. Só lave o carro uma vez por mês, com balde de 10 litros, para ensaboar e enxaguar. Para isso, use a água da sobra da máquina lavar roupa.

Conclusão:

Somos parte de um todo, se cada um de nós mudarmos um hábito em prol do meio ambiente, vamos ser testemunhas de uma mudança, não é idealismo e nem utopia, é uma questão de atitude!
O futuro do planeta está em nossas mãos!