Voce sabe o que é Gripe Suína? Saiba quais os sintomas e como se prevenir

                              

 

O que é a Gripe Suína?

A gripe suína é uma doença causada pelo vírus H1N1, um subtipo de vírus Influenza, que é uma combinação dos genes de vírus suíno, aviário e humano.

Esta gripe está causando uma grande preocupação mundial, pois a epidemia está se alastrando em diversos países do mundo, inclusive no Brasil.

Como ocorre a contaminação?

Os porcos podem ser infectados por gripes humanas ou aviárias, formando um novo tipo de vírus mutante. Este vírus pode ser transmitido para os homens e estes passarem de humanos para humanos.

Sua contaminação pode atingir os humanos através do contato com porcos contaminados ou objetos contaminados pelos porcos infecados que entraram em contato com os homens.

Não há contaminação através do consumo de carnes suínas, quando devidamente cozidas em temperaturas superiores a 70 graus Celsius, o vírus é totalmente destruído.

A capacidade de transmissão de homem para homem é mais difícil do que a gripe comum, mas pode ocorrer pela tosse ou pelo espirro de pessoas contaminadas.

A preocupação maior está no México, em que todos os casos constatados precedem de contágio humano. A gripe é forte é pode levar à morte.

Alguns cuidados devem ser tomados para evitar o contágio:

  • Cubra o nariz e a boca com um lenço quando for tossir ou espirrar. Jogue este lenço no lixo após o uso;
  • Lave sempre as mãos com água e sabão, principalmente quando tossir ou espirrar;
  • Caso esteja com suspeita de gripe, evite o contato direto com outras pessoas.

Quais são os sintomas da Gripe Suína?

Os sintomas da gripe suína são parecidos com os da gripe comum com febre, cansaço, dores no corpo e tosse. Algumas pessoas podem apresentar coriza, garganta seca, vômito e diarréia.

Como saber se tenho a gripe suína?

Para o correto diagnóstico, é preciso fazer uma análise respiratória do vírus nos primeiros 5 dias da doença em um laboratório.

Existe medicamentos e vacinas para a cura da gripe suína?

Algumas  drogas como zanamivir e oseltamivir mostraram alguma eficiência para o tratamento da gripe suína, pois elas diminuem a agressividade do quadro infeccioso do H1N1 suíno.

Com relaçào a vacinas, até o momento não existe nenhum tipo de vacina para este tipo de vírus em humanos. As vacinas comuns contra gripoe não combatem o vírus H1N1.

O que é a Gripe Suína?

A gripe suína é uma doença causada pelo vírus H1N1, um subtipo de vírus Influenza, que é uma combinação dos genes de vírus suíno, aviário e humano.

Esta gripe está causando uma grande preocupação mundial, pois a epidemia está se alastrando em diversos países do mundo, inclusive no Brasil.

Como ocorre a contaminação?

Os porcos podem ser infectados por gripes humanas ou aviárias, formando um novo tipo de vírus mutante. Este vírus pode ser transmitido para os homens e estes passarem de humanos para humanos.

Sua contaminação pode atingir os humanos através do contato com porcos contaminados ou objetos contaminados pelos porcos infecados que entraram em contato com os homens.

Não há contaminação através do consumo de carnes suínas, quando devidamente cozidas em temperaturas superiores a 70 graus Celsius, o vírus é totalmente destruído.

A capacidade de transmissão de homem para homem é mais difícil do que a gripe comum, mas pode ocorrer pela tosse ou pelo espirro de pessoas contaminadas.

 

A preocupação maior está no México, em que todos os casos constatados precedem de contágio humano. A gripe é forte é pode levar à morte.

Alguns cuidados devem ser tomados para evitar o contágio:

  • Cubra o nariz e a boca com um lenço quando for tossir ou espirrar. Jogue este lenço no lixo após o uso;
  • Lave sempre as mãos com água e sabão, principalmente quando tossir ou espirrar;
  • Caso esteja com suspeita de gripe, evite o contato direto com outras pessoas.

Quais são os sintomas da Gripe Suína?

Os sintomas da gripe suína são parecidos com os da gripe comum com febre, cansaço, dores no corpo e tosse. Algumas pessoas podem apresentar coriza, garganta seca, vômito e diarréia.

Como saber se tenho a gripe suína?

Para o correto diagnóstico, é preciso fazer uma análise respiratória do vírus nos primeiros 5 dias da doença em um laboratório.

Existe medicamentos e vacinas para a cura da gripe suína?

Algumas  drogas como zanamivir e oseltamivir mostraram alguma eficiência para o tratamento da gripe suína, pois elas diminuem a agressividade do quadro infeccioso do H1N1 suíno.

Com relaçào a vacinas, até o momento não existe nenhum tipo de vacina para este tipo de vírus em humanos. As vacinas comuns contra gripoe não combatem o vírus H1N1.

O que fazer para evitar o contágio?

O CDC (Centro de Prevenção e Controle de Doenças dos EUA) fez algumas recomendações para evitar a doença.

– Cubra seu nariz e boca com um lenço quando tossir ou espirrar. Jogue no lixo o lenço após o uso.

– Lave suas mãos constantemente com água e sabão, especialmente depois de tossir ou espirrar. Produtos à base de álcool para limpar as mãos também são efetivos.

– Evite tocar seus olhos, nariz ou boca. Os germes se espalham deste modo.

– Evite contato próximo com pessoas doentes.

– Se você ficar doente, fique em casa e limite o contato com outros, para evitar infectá-los.

Quais são os sintomas da gripe suína?
Os sintomas são normalmente similares aos da gripe comum e incluem febre, letargia, falta de apetite e tosse. Algumas pessoas com gripe suína também tiveram coriza, garganta seca, náusea, vômito e diarreia.

Como se faz o diagnóstico de gripe suína?

Para identificar uma infecção por um vírus influenza do tipo A, é preciso analisar amostras respiratórias do paciente durante os primeiros 4 ou 5 dias da doença — quando uma pessoa infectada tem mais chance de estar espalhando o vírus. Entretanto, algumas pessoas, especialmente crianças, podem manter o vírus presente por dez dias ou mais. A identificação do vírus é então feita em teste de laboratório.

Há medicamentos disponíveis para tratar infecções de gripe suína em humanos?

As drogas zanamivir e oseltamivir (nome comercial Tamiflu) já mostraram eficácia ao tratar ou ajudar na prevenção de infecção com vírus da gripe suína. Impressões iniciais dão conta de que essas drogas diminuem a agressividade do quadro infeccioso para a versão atual do H1N1 suíno.

Sobre Dra. Karina Carvalho - Nutricionista

Nutricionista Clínica, Nutricionista Esportiva, Nutricionista Estética, Nutricionista Funcional, Fitoterapia

Publicado em abril 2, 2010, em Artigos Nutrição Clínica, Nutrição Clínica, Outros e marcado como , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: